Fátima Alves-Alma sensível e Poetisa da Caatinga

Poesias e prosas(sentimentos à flor da pele)

Textos


Sou flor das campinas...

Na aridez da caatinga nasci
Mas em tempo de bom inverno
Tudo estava verde e florido
Esperando a minha chegada
Cheguei chorando!
E a poesia me acalentou
Levou minha alma para as campinas
E me coroou com flores bem singelas
Sorri para o mundo
E Deus me abençoou
Com versos de poesia
E me entregou a beleza da caatinga
Fazendo-me flor
Deste cenário das campinas
De onde tiro as letras
Para meus poemas
E hoje sou poetisa da Caatinga
Que canta a flor!
Alegria!
E encantamentos!
Mas também canta as dores
E o calor de um sol abrasador
Que queima tudo
Sem dó nem piedade...
E mata as vidas
Ás vezes inda em botão
Mas mesmo assim...
Eu sou flor que sempre abre
Na aridez deste clima
Tão difícil de se viver...
E enfeito todo recanto
Pois para o mundo
Somos um povo quase esquecido...
***
Maria de Fátima Alves de Carvalho
( Poetisa Da Caatinga)
Natal, 29 de abril de 2019
Maria de Fátima Alves de Carvalho
Enviado por Maria de Fátima Alves de Carvalho em 25/03/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras