Fátima Alves-Alma sensível e Poetisa da Caatinga

Poesias e prosas(sentimentos à flor da pele)

Textos


Síndrome do ninho vazio
Depois que meus filhos saíram de casa, perdi o gosto pela vida... Não arrumo mais a casa , não cuido do jardim e também deixei de cozinhar. Almoço fora todos os dias. A minha vida perdeu a graça. Eu sinto um vazio enorme no meu coração... A casa vazia me dar apatia e uma vontade incontrolável de dormir... Se depender só de mim, durmo noite e dia. Mas tenho que trabalhar e acordo a força, pois também perdi o gosto pelo trabalho. Acho que isso é a síndrome do ninho vazio, fato que acontece quando os filhos se vão e a casa parece ter ficado imensa e sem atrativos para os pais, principalmente para as mães que são mais apegadas aos filhos. Já fazem vários anos que estou assim, vivendo sem viver... E me preparando para morrer... Pois a cada aniversário penso na morte, por isso não gosto de aniversariar, para mim é mais um passo dado em busca da morte. Posso parecer uma pessoa negativa, mas não sou... Ainda tenho inspirações e escrevo sobre as belezas da vida, porque tudo o que vivi de bom estão arquivados em minha memória e isso me traz belos textos... Mas a verdade é que já não vivo mais o presente, nem tenho planos para o futuro porque me sinto excluída da vida dos meus filhos e essa situação me deixa com vontade de morrer...
***
Maria de Fátima Alves de Carvalho – Poetisa da Caatinga
Natal, 09.01.2019
Maria de Fátima Alves de Carvalho
Enviado por Maria de Fátima Alves de Carvalho em 09/01/2019
Alterado em 06/09/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras